O Que Você GANHA se Abandonar o Refrigerante

Uma latinha de refrigerante por dia equivale a um quilo de açúcar ingerido por mês. Onde o Refrigerante ATACA em nosso organismo e como afeta nossa vida no dia a dia. Existem muitas “balelas” sobre emagrecer e muitas verdades, mas uma coisa é certo: O Refrigerante é um dos maiores vilões. Semelhante ao açúcar em excesso os dois fazem um grande estrago em nossa saúde. Neste artigo não seremos sensacionalistas, mas realistas e que qualquer exame do “Antes e Depois” é capaz de provar isso. Vamos aos fatos:
Soft drinksRefrigerante e a depressão: Entre as pessoas depressivas existe uma boa ligação do uso de refrigerantes diet conforme pesquisa americana, ou seja, a bebida aumenta o risco da depressão especialmente acima dos 50 anos. O percentual atingiu superior a 30% vantagens de adquirir a doença e a análise foi feita em quase 300 mil pessoas que consumiam cerca de 3 copos diários da bebida. O assustador percentual é ainda maior para os refrigerantes normais – isso se dá pelo fato da bebida interferir no processo do organismo.

Refrigerante e o Fígado: Substâncias tóxicas, açúcar e ácido fosfórico são ótimos para deixar o fígado trabalhando acelerado onde o órgão deverá transformar açúcar em gordura. Os riscos são o acúmulo de gordura no fígado atrapalhando todo a sua função no corpo humano.

Refrigerante e a Retenção de Líquidos: O sódio em grande quantidade (próprio dos refrigerantes e em maior quantidade nos lights e zero), fazem com que o organismo retenha líquido. Porquê? Por que o corpo para manter o equilíbrio sempre reterá líquido para contrapor o sódio gerando barriga maior ou inchada assim como o açúcar também devido sua fermentação.

Refrigerante e os Dentes: O fosfato é muito bom para tirar a brancura dos dentes e ainda destruir os ossos (tanto dos dentes como favorecendo doenças nos ossos). Essa substancia está em maior quantidade nos “cola”, os light e diet agem diretamente nos esmaltes dos dentes enfraquecendo-os.
doencas-dos-refrigerantesRefrigerante e o Coração: Com excesso de sódio no corpo a pressão das artérias vão pra cima também devido ao peso acima do recomendado – sem dúvidas, essa sobrecarga é lançada no coração. Quase 50 mil pessoas participaram dessa pesquisa por mais de 20 anos onde aponta o acréscimo dos sintomas e doenças – a chance é de 4 vezes mais o surgimento de níveis acima de gordura no sangue.

Refrigerante e os Rins: Os risco de pedras nos rins acrescem em até 35% para aqueles que consomem bebidas adocicadas todos os dias conforme pesquisa de quase dez anos. Simplesmente o fosfato dos refrigerantes em maior quantidade não permite que as pedras sejam dissolvidas.

Refrigerante e o Aparelho Digestivo: As bactérias do bem que funcionam em nosso intestino são enfraquecidas com o excesso de açúcar dos refrigerantes e a mesma causa vantagem às bactérias maléficas.

Refrigerante e a Obesidade: A epidemia de obesidade é grandemente abençoada pela presença diária de refrigerantes (não é segredo pra ninguém). Isso se deve ao seu excesso de açúcar e por seu teor calórico. Enganosamente nossa pâncreas libera maior quantidade de insulina quando vê altos níveis de açúcar em nossa corrente sanguínea e uma vez liberada a fome aumenta para tentar equilibrar o organismo. Caso seja alimentos diet ou zero o cérebro entra com informação do doce, mas o organismo não encontra a caloria – resultado: fome e mais vontade de comer.

Refrigerante e o Diabetes: Calorias acima, alto nível de açúcar o aumento do peso são ótimos para ajudar nas causas do diabetes. Quase 400 mil pessoas foram estudadas e provaram o fator.

Refrigerante e a Pressão Arterial: Com o controle de açúcar no organismo a pressão arterial agradece deixando o sangue mais oxigenado e sadio bem como livre da hipertensão pela ausência do sódio tão rico nos refrigerantes.