Roda do Milênio entrou para o Livro dos Records – Turismo na Europa

Um dos maiores grupos de entretenimento da Europa, Merlim Entertainment Group vcomeçou a patrocinar a London Eye, Isso porque a British Airways parou de patrocinar a Roda do Milênio desde o inicio de 2008.

A atração hoje e de propriedade do Grupo que possui vários parques na Inglaterra bem como o famoso museu de cera Madame Tussauds com sede principal em Londres. As 32 cabines podem comportar 15.000 visitantes por dia e a volta completa dura um pouco menos de 30 minutos.

Há diversos pacotes oferecidos aos visitantes da London Eye. Desde simples “voos” saboreando uma taca de champagne ate a possibilidade de alugar sua propria Capsula Privada com canapes, champagne e vinho.

Havia, como foi dito, uma restrição de cinco anos para a London Eye. Os críticos já tinham dado o apelido de Eyeful Tower, numa referência à Torre Eiffel, que também fora concebida para ser desmontada no futuro. Mas em 2002 o distrito de Lambeth concedeu à British Airways uma licença permanente.

O terreno onde se encontra a London Eye é de propriedade do South Bank Centre, que possui vários outros prédios nos arredores. Em 2005 foi divulgado na mídia o conteúdo de uma carta que supostamente teria vindo da diretoria do SBC, afirmando que o aluguel passaria dos atuais £65,000 para £2,5 milhões, o que a British Airways considerou inviável. Nessa época houve boatos que a London Eye seria então movida para o Hyde Park, ou até mesmo para Paris.

A London Eye entrou para o Guinness, como a maior roda-gigante do mundo. Mas em breve esse título deverá ser revogado, haja vista que há planos para construir uma roda-gigante de 170m de altura em Las Vegas e outra de 200m em Shanghai.
As estações do metrô mais próximas são Waterloo e Westminster.

Europa Aqui!