Revolução do Egito mistura documentário e ficção e vira filme

Já está em produção o filme que vai abordar a revolução emplacada no Egito. A história será contada na pele de um cirurgião da Praça Tahrir, no Cairo.

A Praça que viveu os dias mais importantes do Egito, onde jovens egípcios escreveram com sangue sua revolução vira filme e a Praça ganha cenário principal: El Midaan (“A Praça”).

A revolta da população nas mãos do diretor Magdi Ahmed Ali é muito significante para não ir às telas e mostrar ao mundo os bastidores das opressões, injustiças, manipulações e um poderio que se estendeu por anos a fio.

praca-egito

Cirurgião Tareq Helmi
O personagem principal é uma pessoa real, médico cirurgião que se dedicou seus dias para atender os feridos, espancados pela polícia comandada pelo ex-ditador Hosni Mubarak. O Cirurgião Tareq Helmi entra pra história da Revolução Egípcia. O fato mais importante no acontecido é que o Cirurgião Tareq Helmi foi movido pela ação em si de ajudar pessoas que precisavam pois nunca se envolveu em eventos políticos. Foi um telefonema de sua filha que acompanhava as manifestações que fizeram com que ele corresse para ajudar as pessoas ensanguentadas.

Quarta-feira Negra
Foi numa quarta-feira do mês de janeiro que começaram os protestos onde muitas pessoas ficaram feridas – o dia passou a ser conhecido como “quarta-feira negra” onde houve guerra civil entre pessoas simpáticas ao ditador e os manifestantes.

Até Breve

One thought on “Revolução do Egito mistura documentário e ficção e vira filme

  1. Pingback: Tareq Helmi, Cineasta Ali e o Filme Vitória da Revolução, Egito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *