em Geral

Quem disse o que?

Leia e ria se pudar:

  • “Gostaria que esse momento durasse para sempre. Quero ficar aqui (no pódio) até segunda-feira.” (Rubens Barrichello, após vencer a GP da Europa em Valência)
  • “Errei aodizer que anunciaria uma renúncia irrevogável” (Aloizio Mercadante, senador PT-SP, que desistiu da liderança do partido e depois desistiu de desistir, revogando o que dizia ser irrevogável.) Entendeu? Nem eu.
  • “Pobre Mercadante: Até pra sair da liderança tem de pedir autorização ao Lula” (Fernando Gabeira – deputado federal)
  • “Foi na Iceland. Sabe que significa Islândia, tem iceberg, né? Quem cai na água morre depois de cinco segundos, porque dá hipotermia, né? E sei lá quantos graus abaixo de zero.” (Gisele Bundchen, falando do lugar mais improvável em que já posou e mostrando que é mesmo uma supermodelo em matéria de física)
  • “Para quem não sabe minha filha foi alfabetizada em inglês, vou pensar muito em colocar ela pra falar com vocês, ela não merece ouvir certas m…” (XUXA, respondendo em seu twitter a fãs que ridicularizaram sua filha Sasha de 11 anos, por ter escrito “sena” em vez de “cena”, numa mensagem)

Essas aqui são boas:

  • “O melhor passo para a saúde do Senado e do próprio presidente Sarney é simbolizado neste cartão vermelho. Que ele deixe a presidência e possa permitir que o Senado volte aos trabalhos normais.” (Eduardo Suplicy, senador dando cartão vermelho a Sarney dias depois de seu partido tê-lo absolvido, numa atitude que a Folha de São Paulo chamou apropriadamente de “efeito retardado””.
  • Vossa Excelência não tem coragem de dar cartão vermelho para o Lula. É o que a nação brasileira espera que Vossa Excelência faça.” (Heráclito Fortes, senador (DEM-PI) tomando por demagogia o ato de Suplicy)
  • “Vossa Excelência não está sendo justo comigo ao dizer que não sou sincero. Eu bato na mesa e dou cartão vermelho para o senhor, também.” (Suplicy, treplicando)
  • “Calma, senador. Dá um suquinho de maracujá pra ele!” (Heráclito, encerrando)

Bem pessoal, ria se puder, mas chega por hoje! (rss)

Até Breve

Deixe uma resposta