em Suporte

Pessoas Surdas e como fazer a Inclusão na escola

Direitos do Deficiente Auditivo na Escola. As pessoas portadoras de deficiência auditiva possuem seus direitos garantidos pelas leis que nas maiores situações não são respeitadas ou garantidas pela sociedade. Mas é um desafio digno que todos nós devemos encarar e levar nas ultimas consequências da lei.

Enfrentar todas as situações fará com que possibilitamos o acesso natural das pessoas que são dignas de cuidados especiais. Depois de um diagnostico profissional por pessoas qualificadas você terá um documento que o habilita a receber cuidados específicos.

O que acontece nas maiores cidade do Brasil é que não tem escolas especificamente para portadores de deficiência auditiva – as pessoas que são surdas. E é também intensão do governo que elas aprendam e estudam com pessoas que não possuem tais necessidades. Isso fará com que a pessoa surda se sinta inclusa na sociedade e os colegas de escolas também aprenderão a lhe dar ou comunicar com ele.

Inclusão do surdo na escolaO Governo deve garantir um professor que seja formado em libras, ou um intérprete que sentará ao lado para ir traduzindo os ensinamentos a fim de que ele tenha acesso ao conhecimento e formação profissional. O Governo de Goiás, através de Marconi Perillo não hesitou em investir nessa área facilitando a contratação e determinando que onde estiver estudando uma pessoa com tais necessidade deverá ter o interprete.

Muitas vezes não é fácil quando seu filho passe de uma escola para outra e você precisará enfrentar todo o processo novamente. A dica certa é que você poderá em primeiro lugar estar com a diretora ou diretor do colégio para ver as condições da escola. Caso você não seja atendido, poderá  com os documentos em mãos, tanto da escola como os exames comprovantes da deficiência auditiva procurar o Ministério Público para que este garanta a execução da lei protegendo assim seus direitos.

Foi  o que presenciei. O Promotor público tomou as providencias para que os direitos já conquistados fossem cumpridos e o Governo atual através da Secretaria de Educação contratasse um interprete para a Escola. Muitas vezes a Escola fica sem recurso e sem meios de resolver a situação e nem sempre seus pedidos são atendidos pelo órgão responsável – nestes casos, vá à luta.

Até Breve

Escrever comentário

Comentário