Os segredos vocais de Mariah Carey

Mariah Carey atualmente é classificada como soprano dramático coloratura e possui uma alcance vocal de 5 oitavas regulares (G#2-G#7). Ao usar o whistle register ela alcança notas que estão na sétima oitava, sendo que às vezes é capaz de trabalhar com notas fora de sua tessitura (acima de 5 oitavas), uma vez que já produziu notas como F2 e C8 em algumas de suas performances ao vivo.

Iniciou a carreira como uma Mezzosoprano dramático, e ultimamente veio a se tornar uma Soprano Dramático Coloratura, com um timbre mais cheio e rouco. Atualmente observa-se uma pequena diferença no volume de sua voz, entretanto os efeitos (graves, agudos e whistles) são os mesmos, porém a qualidade da voz plena é diferenciada. Mas isso lhe proporcionou grandes feitos: passou a atingir graves mais profundos.


Conseguindo um segundo lugar entre as 100 Maiores Cantoras Pop” pela revista Cove na lista dentre as 100 Maiores Cantoras Pop.

Ao falar de sua timbragem vocal, Mariah revela um segredo de infância: “Eu tenho nódulos nas cordas vocais. Minha mãe disse que eu os tenho desde criança. Essa é a razão pela qual eu alcanço notas altas e faço belting.

“Meus médicos me mostraram minhas cordas vocais e o porquê que eu consigo alcançar as notas altas. É certo que eu uso parte das cordas vocais que pessoas não usam, minha voz natural é grave e sou roca. Sou mais que uma alto mas minha voz pode ser tão grave ou aguda se eu descansar bem.”

“Quando era mais nova, costumava falar sussurrando e minha mãe dizia que eu estava sendo ridícula. Eu pensava que se eu falasse assim eu poderia cantar da mesma maneira, então comecei a cantar e alcançar notas mais altas e a praticar cada vez mais. Minha mãe dizia que iria me machucar e eu queria falar pra ela que não machucava. Ela também explicou que foi a cantora Minnie Riperton que a influenciou a cantar em whistle register.

Até Breve!