em Opinião

Os Melhores Carnavais do Brasil e do Mundo

Apesar de o Brasil ser considerado o país do Carnaval, não é só aqui que se cai na folia antes da quaresma. Conheça mais lugares do mundo onde a celebração, originalmente católica, também é bem famosa – e atrai turistas dos quatro cantos.

Quando o assunto é Carnaval, nenhuma cidade do mundo é capaz de atrair mais holofotes que o Rio de Janeiro, onde a folia já começa logo após a virada do ano. Na capital carioca, a graça é pular e entoar marchinhas atrás dos famosos bloquinhos de rua, todos regados a muito confete e serpentina. Outro ponto alto que atrai turistas dos quatro cantos do planeta é assistir ao desfile das escolas de samba na Marquês de Sapucaí. Carnaval melhor, impossível.

Outras cidades também levam seu nome na festividade, assim como cidades de Nice, Nova Orleans, Toronto e, claro, Rio de Janeiro. Elas inspirariam no carnaval parisiense para implantar suas novas festas carnavalescas.

Já o Rio de Janeiro criou e exportou o estilo de fazer carnaval com desfiles de escolas de samba para outras cidades do mundo, como São Paulo, Tóquio e Helsinque, capital da Finlândia.

O carnaval do Rio de Janeiro está no Guinness Book como o maior carnaval do mundo. Em 1995, o Guinness Book declarou o Galo da Madrugada, da cidade do Recife, como o maior bloco de carnaval do mundo.

Carnaval no Nordeste

Na cidade pernambucana de Olinda, passistas pulam Carnaval de sombrinha na mão e frevo no pé. Os cinco dias de festa, que começam com o típico desfile de bonecos gigantes conhecidos como mamulengos, oferecem diversos blocos de rua, como o Sala de Justiça e o Bacalhau do Batata, que fecha o Carnaval na Quarta-feira de Cinzas. E para quem ainda quiser curtir um carnaval mais metropolitano, a vizinha Recife está a poucos quilômetros de distância.

Nem sempre a festa de carnaval fora como se vê atualmente. A festa carnavalesca surgiu a partir da implantação, no século XI, da Semana Santa pela Igreja Católica, antecedida por quarenta dias de jejum, a chamada Quaresma.

Em contraste com a Quaresma, tempo de penitência e privação, estes dias são chamados “gordos”, em especial a terça-feira (Terça-feira gorda, também conhecida pelo nome francês Mardi Gras).

Escrever comentário

Comentário