O representante brasileiro Lula – O Filho do Brasil fica fora do Oscar 2011

Decepção para o Brasil – Que mesmo no ano da Revolução Tropa de Elite 2 – Não nos sobrou nem a chance de irmos a Vegas disputar a estatueta. A Academia anunciou hoje (19/1) os nomes que seguem na corrida pela indicação na categoria Melhor Filme Estrangeiro. O representante brasileiro Lula – O Filho do Brasil não ficou entre os escolhidos.

Dos 66 filmes selecionados inicialmente foram escolhidos nove, sendo que nenhum deles é Latino Americano. Entre os que continuam na briga, estão Incendies, filme canadense eleito melhor de seu país em 2010; e Em Um Mundo Melhor, da diretora dinamarquesa Susanne Bier, longa que recebeu o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro.

 

Confira os nove filmes que ainda podem concorrer ao Oscar 2011:

Argélia – Hors la Loi (Outside the Law), de Rachid Bouchareb
Canadá – Incendies, de Denis Villeneuve
Dinamarca – In a Better World, de Susanne Bier
Grécia – Dogtooth, de Yorgos Lanthimos
Japão – Confessions, de Tetsuya Nakashima
México – Biutiful, de Alejandro Gonzalez Inarritu
África do Sul – Life, above All, de Oliver Schmitz
Espanha – Tambien la Lluvia (Even the Rain), de Iciar Bollain
Suécia – Simple Simon, de Andreas Ohman.

 


Até Breve!

Um comentário em “O representante brasileiro Lula – O Filho do Brasil fica fora do Oscar 2011

  1. Sem surpresa. Os críticos de cinema do Brasil e do exterior já eram unânimes quanto a este resultado. O filme realmente não agradou aqui, apesar de ter custado mais de R$ 12 milhões, o maior orçamento de um filme em toda a história do cinema brasileiro.
    A Academia tem uma tradição e preferências bem específicas, como boas idéias desenvolvidas de maneira simples. O cinema brasileiro, que almeja o prêmio, deverá ser mais criativo e tentar, de alguma forma, fugir da temática pobreza, corrupção, prostituição e violência.
    É necessário dar um grande salto de qualidade.
    Obrigado.

Deixe uma resposta