em Atividade Cerebral

Manamana – Quem Se Importa!?

Manamana – Quem Se Importa – Meus queridos leitores. Existe uma máxima que diz o seguinte:

Existem três tipos de pessoas no mundo.

  • O primeiro são aquelas que passam por aqui e nunca veem nem percebem nada.
  • O segundo são aquelas que estão atentas, enxergam tudo, encontram significado em todos os fatos e acontecimento.
  • Mas tem um terceiro tipo de pessoas que FAZEM acontecer as coisas – não somente observam e veem como são elas as mais responsáveis por fazerem os acontecimentos.

Baseado nos fatos reais acima – vejamos um ví­deo que corre pela internet com milhares e milhares de visualizações (4381219)  que parece não dizer nada com nada. O ví­deo ficou tão famoso que esse mesmo já não é o original – e daí surgiu muitas versões.

Veja o ví­deo facilmente no canal do Youtube e faça as suas próprias reflexões.

Bem, observamos que as vaquinhas são iguais, vestem iguais e cantam a mesma letra incessantemente, estão sempre num ritmo só e quando alguém quer trazer uma mudança, um ritmo diferente elas não aceitam a inovação e se calam até que o inovador volte à mesmice.

Isso está bem implí­cito e explí­cito em nossas vidas, no relacionamento, principalmente nas empresas. Chega ao ponto que o “diferente” desiste de implantar novas ideias e vai embora e como que meio crí­tico ainda liga para dar a nota musical a que elas se apegaram.

Por fim, dois velhos aparentemente juí­zes estão para avaliar o “show” não entendem nada (pra mim eles fazem parte do primeiro tipo de pessoa) perguntando ao outro qualquer coisa como:

– O que você achou?
– Ah… Interessante!
– Mas o que significa manamana?
– Ora! Não sei, mas quem se importa.

É quase sempre assim a história, muitas vezes entramos numa rotina e não pensamos em buscar inovações, novos caminhos para se chegar a um objetivo.

Em resumo – a qual grupo de pessoas você pertence?

Mas tem uma novidade pra você – pertencer ao primeiro grupo de pessoas não é algo totalmente normal, mas depois que você leu esse artigo permanecer nesse grupo de pessoas que a vida passa por elas e elas não percebem ou fingem que não estão acontecendo nada é suicí­dio.

Fica o convite pra de agora em diante, aceitar desafios, buscar novos caminhos e ter êxito em seus empreendimentos.

Breve regresso.

Escrever comentário

Comentário