FEMEN, manifestantes ficam com os peitos à mostra e vão presas na Ucrânia

Não é incomum por parte dos Membros do FEMEN, um grupo de feministas ucranianas, serem pegas em atos extremos no afim de exporem suas manifestações. Na ultima manifestação elas foram presas, ainda nesta terça-feira (09) em Kiev, durante um protesto contra a perseguição de ativistas do movimento anti-Putin da Ucrânia.

Durante o episódio as manifestantes ficaram com os peitos à mostra, onde podiam ser lidas mensagens contra a polícia e contra Putin. Diante disso os policiais agiram, levando as manifestantes para o camburão.

Segundo informações do FEMEN, a líder do movimento Anna Gutsol e outras participantes foram detidas por desobediência civil e desacato à autoridade. O advogado do grupo, Denis Ovcharov, disse que algumas militantes não tiveram o paradeiro revelado até muitas horas depois das prisões. Elas não puderam se comunicar com o advogado nem receber agasalho durante o rigoroso inverno do leste europeu. Ovcharov afirmou que vai recorrer às acusações.

Mesmo depois de algumas ativistas passarem a noite na delegacia, as meninas do FEMEN fizeram outra manifestação na manhã dessa quinta (11). Durante uma conferência de cultura iraniana, elas repetiram o topless em protesto contra a sentença de execução por apedrejamento de uma mulher iraniana Sakineh Mohammadi-Ashtiani, acusada de adultério e assassinato

Até breve!