em Geral

Eu comi Madonna, eu amo Madonna, eu odeio Madonna, eu sou indiferente à Madonna

Sobre Madonna: Atacada de frenesi; impaciente; violenta, agitada; exaltada; delirante.
São esses os adjetivos direcionados à popstar quando os jornais e noticiários faz elogio a ela referindo-a como “frenética”. É nesse dia 14 o primeiro dos cinco shows da turnê brasileira. Nesse dia 12 foi recebida no aeroporto do Rio de Janeiro rodeadas de forte segurança e policiais de todas as classes.

Foi recebida no hotel Copacabana Palace debaixo de chuva, onde por uma quantia milionária se hospedou na mesma suíte onde os Rolling Stones ficaram.

Certamente, como fez no Chile, ela exibirá músicas do novo álbum, Hard Candy. Ela se exibirá no mesmo lugar onde ha 15 anos se apresentou com a camisa do flamengo levando a plateia ao delírio. Com certeza hoje não teria o mesmo efeito.

Falar em Madonna hoje, desperta sentimentos variados, como delírio, amor, paixão, obsessão e assim por diante. Na verdade o maior grupo são os indiferentes e agem como se apenas um rosto na multidão esteja passando na avenida com um rosto enrugado de preocupações.

Em todos os shows que faz a suspeita é fatal: um play-back  é acionado em vários momentos,  mas defesa é que não falta, Madonna diz que são gravações de apoio, são para eventualidades em caso de falha de equipamentos e etc.  Ela canta de fato, e até desafina feio em Borderline.

Aqui você poderá assistir a reportagem feita pela televisão e disponibilizada no youtub quando ha quinze anos se apresentou no maracanã.

[]http://www.youtube.com/watch?v=e_z6fDhFk1s[/]

Breve Regresso.

Deixe uma resposta