em Saúde

Endometriose – Sintomas e Tratamentos

Atualmente, muitas doenças têm se manifestado nas mulheres, entre elas a Endometriose doença que tem atacado cerca de 10% e 15 da classe feminina que estão em seu período de reprodução. Ora, se você não conhece essa doença pela sua nomenclatura, iremos dar algumas de dicas de seus sintomas, como diagnosticá-la e seu tratamento.

Endometriose

Endometriose é uma doença que tem acometido as mulheres em sua idade reprodutiva e que consiste na presença de células endometriais em locais fora do útero. O endométrio é a camada localizada na parte interna do útero que é renovada mensalmente pelo período de menstruação. Esta doença é considerada um transtorno ginecológico comum, que tem atingindo a população feminina, principalmente, durante o seu ciclo menstrual.

Endometriose – Sintomas e Tratamentos

Os locais mais comuns dessa doença são: ovários, peritônio pélvico e a área entre o útero e o reto, sendo ela menos comum no intestino, bexiga, diafragma, vagina e parede abdominal. Por isso, fique atento quanto à manifestação da doença.

Sintomas da Doença

Alguns estudos feitos pela USP sobre a Endometriose chegaram a conclusão de alguns sintomas que devem ser observados pelas mulheres, a fim de que sejam tomadas as devidas providencias para a cura dessa doença, ente eles estão:

  • Dores na região pélvica na cólica que ocorre durante o período menstrual (87% dos casos);
  • Dor pélvica crônica (55% dos casos);
  • Dores durante ou logo após ato sexual (55% dos casos);
  • Infertilidade (entre 14% a 40% dos casos);
  • Sintomas intestinais cíclicos, como diarréia, sangramentos e dores (cerca de 30% dos casos);
  • Problemas urinários diversos, como urinar em excesso, sangramentos e dor (cerca de 31,5% dos casos).

Ora, para os pesquisadores os principais sintomas da endometriose são dor e infertilidade. Cabe salientar que as dores podem ocorrer antes ou durante o período menstrual. Elas surgem de repente, trazendo transtorno físico, psíquico e social para a paciente.

Tratamento

Bem, o tratamento para a Endometriose varia de acordo com a vontade de engravidar, a área afetada, a intensidade dos sintomas, tolerância a medicamentos e a idade da paciente.

Dentre os tratamentos possíveis mais conservadores, que são voltados para casos menos graves, está a administração de 6 a 12 meses de uma combinação de contraceptivos hormonais orais, somado a antiinflamatórios não hormonais de nova geração no período perimenstrual e determinados exercícios físicos.

Já alguns casos moderados graves necessitam de cirurgia para remover as células endométricas. Além de tratamentos cirúrgicos pode ser associado ao uso de injeções de hormônios ou anti-hormônios.

Já em casos mais graves às vezes é necessário a remoção de partes de órgãos como útero, ovários, tubas ou de porções do intestino. A amputação total de todas as lesões visíveis e palpáveis da doença traz consigo melhoras significativas da dor pélvica e da fertilidade.

Portanto, fique atenta quanto aos sintomas mencionados acima, pois se diagnosticado cedo, com certeza, não será necessário se submeter por cirurgias ou outros meios dolorosos para a cura da Endometriose.

Fique Sabendo

Escrever comentário

Comentário