Emagrecer: Barriga Seca, chapada, Enxuta e de Tanquinho

Barriga de Cerveja, Barriga de Avental, Barriga de Chopp – A maioria das pessoas que querem fazer de sua barriga um tanquinho e não consegue chegar lá, e na maioria das vezes é por falta de informação. Quando queremos uma barriga enxuta a primeira coisa que nos vem à mente são os abdominais repetitivos, exaustiveis e intermináveis, desiludidos com os resultados nós desistimos. Os profissionais da área envolvendo nutricionistas, endocrinologista, personal trainer abre o jogo e nos dá o caminho das pedras para termos uma barriga de tanquinho:
barriga-tanquinhoErroneamente pensamos que fazer abdominais queima gordura. Na verdade ele queima muito pouco mas está longe de tirar aquela gordura que existe por cima dos músculos. Então o correto é tirar a gordura para depois investir nos abdominais, pois estes são essenciais para enrijecer os músculos. Então a dica é trabalhar na perda da gordura e depois trabalhar os músculos.

Juntamente com os treinamentos aeróbicos e anaeróbicos, treine também uma boa respiração, pois isso vai trabalhando os pulmões também e sempre observando a postura do corpo (coluna, barriga, os movimentos bem contornados, etc.) nos exercícios – não tente enganar a si mesmo como se estivesse fazendo o treinamento e não esqueça que à medida em que está no treinamento deixe seu abdômen sempre contraído sempre harmonizando contração do abdômen com a respiração.
barriga-chapadaFazer uma associação entre os exercícios anaeróbico e aeróbio. Com um treinamento por um período entre 30 a 60 minutos o exercício aeróbico é capaz de fazer um bom estrago nas gorduras, glicogênio e glicose – essas reservas de energia das quais não precisamos vão reduzindo à medida que perseveramos no exercício. Com os exercícios aeróbicos de intensidade leve intercale os exercícios anaeróbio com mais intensidade promovendo assim um aumento no metabolismo pela hipertrofia muscular – isso ajuda o emagrecimento.

A parte tão importante quanto os exercícios, mas que parece oferecer maior resistência principalmente psicológica são os alimentos. Se você quer realmente ter uma barriga sarada – aquela de tanquinho, ao invés dos carboidratos tais como pães e doces faça bom proveito das frutas com casca, verduras, arroz integral, aveia, linhaça e alimentos integrais em geral. Isso devido a lentidão da digestão que as fibras dos carboidratos complexos unindo-se com a água, torna difícil a digestão é onde o açúcar aproveita para se apoderar de nosso organismo. Ao controlar a insulina para que não esteja em excesso a gente desfavorece o estoque de gordura na região do abdômen.”
aerobica-anaerobicaExiste uma pergunta/duvida na maioria das pessoas que gostam de uma cervejinha, porém o medo dela lhe dar uma “barrica de Chopp” só depende do tira gosto, aperitivos que são acessórios da bebida e que geralmente vem em forma de frituras.

Tem também segredos surpreendentes para ter uma barriga tanquinho, chapada e enxuta daí o segrede de comer mais vezes durante o dia que é o contrário do que se pensava, pois ficar muito tempo sem comer (café da manhã, almoço e janta em quantidades demasiadas) é simplesmente dizer ao corpo: “pegue as comidas e jogue-as nas laterais para reserva (formando barriga), no coração (risco de ataques cardíacos) e armazena porque vou passar muito tempo sem comer. O indicado é comer correta e moderadamente em média 3 vezes por dia.

Em conjunto com o que já fora dito, evite eloquentemente o consumo de líquidos durante as refeições, o motivo é que tais quantidades enfraquecem terrivelmente os líquidos digestivos liberados pelo corpo para diluir ou fazer a digestão. Enfraquecidos, deixam ocasião para que o corpo absorva maior quantidade de gorduras quando estagnados no estômago e no duodeno. Ótimo para formar gases e dilatar o abdômen”. Igualmente, a comida deve acontecer lentamente, na medida em que o cérebro receba informações da alimentação no estomago, por isso a contraindicação é comer rápido sobrecarregando o estômago. Quer diminuir a barriga? Mastigue bem a alimentação e o processo de digestão será mais eficiente.

Ademais, se livrar do hormônio cortisol liberado pelo estresse – esse, consequentemente trazem efeitos de inchaço, levando gorduras para o abdômen e aumentando o peso – então… evite o estresse.