Educação Física: O que é necessário para ingressar nesta área

Quando falamos de Educação Física nos lembramos de saúde, pois ela promove aptidão física através da prática de atividades aplicadas ao corpo. Além disso, você pode ser aquela pessoa que não se dá bem trabalhando em quatro paredes, mas gosta de estar mais livre e juntando o útil ao agradável – enquanto trabalha está exercitando o corpo que transofrma em saúde.

Atenção para quem deseja fazer este curso! É importante saber que: é preciso ter gosto pelo esporte, pois ao longo do percurso terá aulas práticas de atividades esportivas; esta categoria não possui um piso salarial fixo, o valor altera de estado para estado, sendo que geralmente é similar ao de professor de outras disciplinas.

Aos que ingressarem nesta área terão permissão para aplicar aulas em todos os níveis de ensino, atuar em academias de ginástica, fazer assessoria esportiva, avaliação física, preparar crianças e adultos para modalidades esportivas, bem como auxiliar no tratamento de portadores de deficiência, aplicando treinamentos diferenciados, dentre outras atividades.

Para quem gosta de estar em clubes e academias ou até mesmo de atuar sozinho (personal trainer), pode investir nesta área sem medo de ser feliz. Para isso é necessário ter o registro no Confef/Crefs (Conselho Federal de Educação Física), bem como para lecionar há a necessidade de ter o diploma de licenciatura.

De acordo com os registros do Confef mostram que a maior concentração de profissionais nesta área está no Estado de São Paulo, com 35% de atua.