David Cameron, Medidas duras com consequências

Em 2011 será um ano difícil. Foi o que disse o primeiro-ministro em entrevista David Cameron chamando o povo à realidade.

Em sua entrevista ele não iludiu a população e nem menosprezou a ameaça terrorista. Sobre a ameaça terrorista ele concluiu com a frase: “a ameaça terrorista foi tão séria como sempre foi”, explicando sua atitude de combater até ao extermínio.

Um dos maiores impactos que causará as dificuldades que a Grã-Bretanha vai enfrentar em 2011 será a maneira que a redução dos gastos do governo está sendo implantada – o défice orçamental sem planejamento atingiu “um ritmo irresponsável e escala”. Isso vamos reparar. Agora estamos colocando o país no rumo da prosperidade onde emprego será prioridade, mas para isso, medidas drásticas serão necessárias se quisermos prevalecer – é o que explica.

As reduções dos gastos será a maior que já aconteceu nos últimos 8 anos resultando num trabalho muito difícil para o primeiro ministro Cameron

david-cameron

Todos os ministros do governo já estão cientes da missão. Ele está tão resoluto que menos que isso, seria colocar a nação ao descaso e ao perigo sem volta.

Ele ainda destacou as ameaças terroristas ficando surpreso como as mentes de jovens britânicos muçulmanas foram tão envenenadas.

Apesar das dificuldades que mostrou para a família de todo o país, e as medidas duras com consequências, mesmo assim conseguiu passar a seriedade de estar no rumo certo.

Deus Abençoe a Grâ-Bretanha.

Deixe uma resposta