em Geral

Braços e dentes quebrados por aluno irritado

Estudante do curso técnico de enfermagem ficou irritado ao ver suas notas baixas e ao invés de estudar mais para enfrentar as próximas provas ele quebrou os dois braços e seis dentes da orientadora educacional.

Aconteceu esta semana em Porto Alegre.

A pedagoga foi atacada com uma cadeira, teve seus dois braços quebrados e seis dentes também quebrados, informa o Jornal Zero Hora.

Rafael Soares Ferreira, 25 anos, não gostou de suas notas e ao ser encaminhado para a orientadora educacional ele achou valeu de sua força.

Jane Antunes, 57 anos prestou queixa à polícia dizendo que isso aconteceu após 2 horas de conversas quando foi desmaiada pelas cadeiradas e após ter seus braços quebrados. Mesmo desmaiada o aluno continuou a agredir a educadora a ponto de quebrar seis dentes e fortes socos no seu rosto.

Agora adivinhe… o aluno negou a agressão, imagine a educadora quebrar seus próprios braços e mais seis dentes depois de desacordada.

Oras bolas, o tal Rafael Soares Ferreira acha que pode tudo só porque é praticante de artes marciais.

Desculpe-me o leitor pela minha indignação, quando não acaba em pizza acaba em merda, isto é, o bonitinho não vai receber o que merece, mas tomara que eu esteja redondamente e quadradamente enganado.

Daqui uns dias vão proibir reprovar alunos. Eu mesmo já passei por isso quando fui à escola pedindo a diretora para reprovar minha filha, pois ela não ia à escola, não fazia as tarefas e pra minha surpresa a diretora me disse que não podia reprovar ninguém devido a índices de alfabetização da ONU que o Brasil teria que estar numa posição mais significativa. Imaginem a decepção que tive naquele momento.

A prisão preventiva do delinquente deve sair esta semana – vamos ver.

Até Breve

Escrever comentário

Comentário