3.2.1…Fogo: Google quer ver mais de perto

O Google no ano passado, adquiriu uma grande quantidade de cobertura de imágens via satélite atravéz de um acordo com a companhia de imagens de satélite GeoEye para poder usar as imagens de alta resolução de seu novo satélite GeoEye-1 utilizado em seus produtos do Google Earth e Maps.

Agora o Google fez acordo de exclusividade com a DigitalGlobe que é rival das empresas a que já fornecem imagens para o Google. Isso é muito estratégico: “fazer parceria de exclusividade com a maior rival das empresas que são minhas fornecedoras.”

Agora, parece que o Google está de volta a bordo com um novo satélite da DigitalGlobe.

Em um artigo hoje em seu Lat Long Blog, do Google revela que DigitalGlobe acaba de lançar seu satélite de última geração chamado de WorldView-2 (nenhuma idéia se isso é um seguimento GeoEye-1), e que a empresa estará recebendo novas imagens a partir dele.

No pós notas, o Google que trabalha “diretamente com vários prestadores de imageamento por satélite.” Presumivelmente, isso significa que o acordo com a GeoEye está ainda em vigor, e agora o Google também está com outro provedor de informações e imagens via satélite de última geração que olhando para baixo colhe informações de todos nós.

Agora, será que o governo tem regulamentos que controla ou vigia o quão perto do Google e essas empresas podem olhar? (principalmente porque o próprio governo quer ser os únicos que podem ver muito, muito mesmo, o mais perto de nós).

Mas, ainda assim, isso está começando a ficar ligeiramente assustador. Gostaria de saber quantos satélites estão usando até agora para obter as suas imagens.

Veja o vídeo de lançamento do satélite que foi considerado sucesso absoluto:

[]http://www.youtube.com/watch?v=-6oov4LsmDo[/]

Até Breve

Deixe uma resposta